O que é o PIX? Como o PIX afeta o Ecommerce

737 bancos já aderiram ao PIX

A nova forma de pagamento está começando a ficar popular entre os brasileiros. Por isso, os empreendedores devem acompanhar os avanços em termos de pagamentos e formas de pagamentos mais adequadas para a venda dos produtos e serviços.

Muitas vezes, isso pode ser a diferença para o cliente comprar ou não, de você! A boa notícia é que o PIX já está disponível para ser integrado aos sites e lojas virtuais do WordPress (a plataforma que usamos e vendemos o serviço de criação de lojas aqui pela P2P). Por meio do Mercado Pago, já existe a integração com o PIX

“Esse pagamento é instantâneo, isso com certeza vai dar uma bela chacoalhada no nosso mercado”, afirma o especialista em ecommerce, Thiago Sarraf. 

Algumas outras empresas já demonstraram estar trabalhando na integração do PIX para Ecommerce da Shopify, Magento etc. Desenvolvedores autônomos, também, então tentando criar. Com certeza, por conta da revolução da tecnologia, as lojas virtuais devem acompanhar as revoluções que o mercado impõe. 

O que é o Pix?

Pix é o pagamento instantâneo brasileiro. O meio de pagamento criado pelo Banco Central (BC) em que os recursos são transferidos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia. É prático, rápido e seguro. O Pix pode ser realizado a partir de uma conta corrente, conta poupança ou conta de pagamento pré-paga.

Além de aumentar a velocidade em que pagamentos ou transferências são feitos e recebidos, o Pix tem o potencial de:

  • alavancar a competitividade e a eficiência do mercado;
  • baixar o custo, aumentar a segurança e aprimorar a experiência dos clientes;
  • incentivar a eletronização do mercado de pagamentos de varejo;
  • promover a inclusão financeira; e
  • preencher uma série de lacunas existentes na cesta de instrumentos de pagamentos disponíveis atualmente à população”, explica o Banco Central.

Relacionados: Instagram News >>Guias do Instagram ajudam consumidores a descobrir marcas para comprar, E-commerce brasileiro cresceu 37,5% em um ano, segundo pesquisa e 4 Tipos de Site: Diferença de Site, Blog e Loja Virtual

Diferença da transferência para o PIX

As transferências tradicionais no Brasil são entre contas da mesma instituição (transferência simples) ou entre contas de instituições diferentes (TED e DOC). O Pix é mais uma opção disponível à população”, afirma o Banco Central.

A diferença é que, com o Pix, não é necessário saber onde a outra pessoa tem conta. Você realiza a transferência a partir, por exemplo, de um telefone na sua lista de contatos, usando a Chave Pix. Outra diferença é que o Pix não tem limite de horário, nem de dia da semana e os recursos são disponibilizados ao recebedor em poucos segundos. O Pix funciona 24 horas, 7 dias por semana, entre quaisquer bancos, de banco para fintech, de fintech para instituição de pagamento, entre outros”, afirma o Banco Central.

Valor MÍNIMO e MÁXIMO para usar o PIX

Não há limite mínimo para pagamentos ou transferências via Pix. Isso quer dizer que você pode fazer transações a partir de R$0,01. Em geral, também não há limite máximo de valores. Entretanto, as instituições que ofertam o Pix poderão estabelecer limites máximos de valor baseados em critérios com relação a isso, de acordo com o Banco Central.

As transações de pagamento por meio de boleto exigem a leitura de código de barras, enquanto o Pix pode fazer a leitura de um QR Code. A diferença é que, no Pix a liquidação é em tempo real, o pagador e o recebedor são notificados a respeito da conclusão da transação e o pagamento pode ser feito em qualquer dia e horário.

OBS: É importante ter em mente que os dois vendedor e comprador precisam ter cadastradas suas chaves PIX nos seus bancos para que o sistema funcione.

As transações de pagamento utilizando cartão de débito exigem uso de maquininhas ou instrumento similar. Com Pix, as transações podem ser iniciadas por meio do telefone celular, sem a necessidade de qualquer outro instrumento. Passar um PIX entre amigos para ajudar a pagar uma corrida de Uber no fim de semana é ótimo e rápido, ali mesmo, com um celular e internet resolvemos o problema.

O Pix tende a ter um custo de aceitação menor por sua estrutura ter menos intermediários.

Você empreendedor não pode deixar essa novidade passar em não ter disponível na sua loja virtual. Já que a opção de transferência bancária para as compras online, não funcionam tão bem, por ser uma forma lenta e enrolada para o consumidor. Diferente do PIX — que é uma forma rápida e prática, falando sério. A reportagem da P2P, fez o teste de uma compra pelo PIX dentro do Ecommerce e achamos mais rápido que o pagamento por cartão de crédito!

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu

Abrir chat
Em que podemos ajudar?
Olá! Podemos ajudar?